sábado, 1 de agosto de 2020

Analogia e comparações entre sentimentos

COMO VENTO NO LITORAL

Estava pensando numa música maravilhosa
E comecei a fazer uma analogia
À medida que a saudade batia
As palavras surgiam de forma melodiosa 
O vento estava forte e ainda assim 
Pensei em subir nas pedras em vão 
Porque sabia o que estava em mim 
Era a saudade que machucava meu coração 
Pedi ao vento que levasse tudo embora 
E olhando o horizonte além das águas 
Percebi a tristeza que em meu peito mora
Não tínhamos planos juntos, só minha paixão 
“Aonde está você agora além de aqui dentro de mim”
Foi a melhor definição 
Foi só o tempo que errou 
Eu fui inocente e ansioso 
Porque estava esperançoso 
Fiz planos para estar com você 
Vai ser difícil sem você o tempo todo 
Mas existe sempre algo que diz
Que a vida continua e não vou me entregar 
Quero ser feliz ...ao menos
Faço tudo isto pra te esquecer 
Eu deixo a incerteza me acertar 
Mas meu sentimento aqui dentro ainda mora 
E o vento vai levando tudo embora...

Primeiro ouve a música...

segunda-feira, 29 de junho de 2020

DEUS E O HOMEM

MUDANÇAS

Se um dia eu fosse DEUS
Nem que fosse por um breve instante
Talvez fizesse tudo o que eu espero
Que qualquer um que ame os seus
Faça de forma constante
Talvez desse asas ao homem
Para que ele pudesse voar
Ver o mundo sob outra perspectiva 
Aprender à realmente amar
Amar à tudo e à todos 
Sem criar grandes expectativas 
Talvez desse voz à todos os animais
Ao leão, ao tigre, ao cachorro e aos ratos
Para que todos gritem ao mundo 
Este jeito imundo...os maus tratos
Talvez tornasse todas as pessoas iguais
Sem diferenças de raças, de cor ou ideal
Talvez pudessem se olhar sem rancor
E extinguiria para sempre o ódio...a dor
O preconceito...este terrível mal
Se um dia eu fosse DEUS
Talvez nem saberia o que fazer
Mas com certeza uma coisa iria mudar
Voltaria à ser eu mesmo, o de sempre
E viveria contente
Da forma que aprendi à amar
Até a saudade que eu sinto de você 
Em meu coração eu manteria
Para nunca te esquecer
Até o dia em que você voltar
E então serei DEUS, serei homem
E continuarei à te amar
Eternamente...



 


ODE AO SOL

O SOL SE PÔS NOVAMENTE

o sol já se pôs no horizonte
Nem me esperou acordar 
Deste meu louco sonho de te amar
Mais um dia se findou 
E meu coração por você chamou
Onde estará agora o meu olhar
Perdido...Olhando o horizonte
Já não estou mais aqui
Me perdi no espaço
Infinito da tua ausência 
Que tristeza minha querencia 
Te querer de tão longe
Te sentir tão perto
Tão próxima do meu toque
Tão longe do meu afeto
A saudade que me faz 
Viver um sonho inacabado
Pois estar apaixonado
Me faz sonhar
Me faz vagar 
Pois que seja sonho eterno
Que é tudo o que eu quero
Olhar o sol sumindo
Fechar meus olhos e reter este momento
É melhor que acordar em tormento
Te amo nos meus sonhos...
Te amo no firmamento.

VOAR

PÁSSARO SEM CÉU

Ruas paralelas
Que seguem sem destino
Não se cruzam não se interferem
Sobre elas, um menino
Ruas paralelas
Calçadas com pedras 
Paralelepípedos frios
Por onde deita o menino
Ruas paralelas
Seguem destinos opostos
Não interrompem o caminho
No chão gelado ao luar
O menino faz seu ninho
Como pássaro sem céu
Voa sem destino
Pobre menino largado ao léu
Um dia vai sorrir 
Pois o amor há de vir
Caminhará à passos largos
Deixará a vida errante
Seguirá adiante
Voa menino...procura teu amor
Sorria para a vida...esqueça a dor
Só restará na lembrança 
O paralelepípedo dos tempos de criança...

BRINCANDO COM A VIDA


BRINCAR

Por que brincar 
Se a minha vida
É tão cheia de problemas 
Por que brincar 
Se todo dia 
Alguém me cobra seriedade
Será isto felicidade
Por que brincar 
Correr atrás da bola
Se quem me desperta 
Desejos e sonhos 
Não me dá essa Bola
Por que brincar 
Quando o que vale
São apenas os resultados 
Se isto é uma competição
Isto não vem do coração
Por que brincar...
Eu sei porque brincar
Porque eu ainda sou criança
Ainda tenho esperança
Acredito em um sorriso
Que se mostra sincero
É este sorriso que eu quero
Porque brincar é viver
E viver...uma grande brincadeira
...que nada...
Estou só brincando...

 


sábado, 6 de junho de 2020

POR MAIS UM DIA DE SOL

Amanheceu um novo dia 
Fui lá fora olhar o céu
Noite passada a lua se escondia 
Atrás de um manto negro e denso
Mas ela insistia em nos iluminar 
Por isto acreditei no sol 
Acreditei que ele iria brilhar 
Com um misto de esperança e desejo 
Olhei entre as nuvens ...porque 
Em meus pensamentos te vejo
Tão brilbante quanto o sol
Tão meiga quanto as nuvens brancas 
Viajando ao sabor dos ventos 
Acreditei nos meus sonhos e delirios 
E quase  pude te tocar e te sentir
Mas não posso fingir me enganar
A distância que nos separa 
Não é apenas física e limitante 
É algo que me sufoca ...me faz chorar
Eu não quero te esquecer 
Eu não quero deixar de te querer
Amanhã vai chover e será um dia nublado
Mas o sol estará por trás de tudo 
Aquecendo e alimentando minha esperança 
De viver com você ao meu lado
Mais um dia ensolarado.
  •  

Carta aos céus

Deus...o senhor me ouve ?
Seria  bom, eu queria mesmo ser ouvido
Porque parece que aqui na terra 
Passei  a ser um ser esquecido
O que eu tenho á dizer 
São poucas palavras e um desejo
Espero poder explicar minha situação 
São coisas do meu coração 
São as coisas que eu sinto e vejo
Por que as MÃES não são eternas?
Por que tirar de nós esta bênção 
Por que levá-las prá junto do senhor ?
Esta criatura que é pura
E que sintetiza tudo o que é o amor?
Sei que estou  sendo egoísta e infantil 
Mas não entendo por que elas não são eternas 
Seríamos felizes eternamente e além
Mas só agora entendi a razão 
E para isto eu digo AMÉM
Elas têm uma única missão 
Eternizar o que de melhor guardamos no coração 
E depois alçar os céus ao teu lado
E continuar nos abençoando e protegendo
Sendo o que nasceram para ser 
Anjos de bondade ...de amor
Um ser imaculado...eterno ser